Na elite do futebol mundial, Sergio Ramos é considerado um zagueiro extremamente habilidoso, capaz de marcar gols decisivos nas partidas mais importantes. Agora, Ramos entra para o clube do qual já fazem parte gigantes como Ronaldinho, Totti e Pirlo: ele terá sua própria edição da chuteira Tiempo, como reconhecimento a todas as conquistas acumuladas ao longo da carreira. Batizado de “Corazon y Sangre” (coração e sangue), este modelo homenageia os valores e as raízes do jogador.

Ramos participou ativamente do design da chuteira e deu toques pessoais ao longo do processo. A paixão do espanhol por cavalos brancos da Andaluzia inspirou o couro de tom branco-perolado. A nova logomarca “SR4” aparece gravada no contraforte do calcanhar. A palmilha tem uma letra “R” estilizada, que lembra uma ferradura – mais uma homenagem aos lendários cavalos de guerra espanhóis. Os ilhoses do cadarço também fazem referência à Andaluzia e à Espanha, estampando ambas as bandeiras.

Sergio Ramos também preza muito a vida em família. Por isso, a palavra “família” está estampada nos dois lados do modelo. A língua do calçado traz a inscrição “Rn’R” – iniciais de Ramos e (Pilar) Rubio, companheira de longa data do zagueiro. O casal tem dois filhos: Sergio Jr. e Marco. Os nomes dos meninos aparecem no elaborado brasão que enfeita a palmilha e a bolsa que protege a chuteira.

“Eu daria meu sangue mil vezes por este clube”, disse o zagueiro goleador (Getty Images)

O brasão tem o formato de um coração cujo desenho vai do realismo do sangue sendo bombeado para a liberdade de uma interpretação cubista. Pensando no apelido do jogador (conhecido como “Noventa y Ramos”), a Nike colocou a inscrição “90+” no canto superior direito do calçado. Trata-se de uma homenagem a todos os gols decisivos marcados por Ramos nos minutos finais de várias partidas.

As palavras “hambre, carácter, pasión” (fome, caráter e paixão) foram acrescentadas na parte intermediária interna da chuteira, atendendo a um pedido do craque. Os termos têm grande importância para Ramos: ele os associa à sua posição como capitão de equipe e ao legado que deseja deixar no futebol.

Os toques dourados representam os sucessos de Ramos com seu clube e com a seleção nacional de seu país. Os tons de ouro vão se transformando num intenso vermelho-sangue na placa da sola – e, assim, a história contada pelo modelo Corazon y Sangre fica completa.

Sergio Ramos vai entrar em campo amanhã, sábado, 16, às 14 horas, contra o Grêmio, calçando o par número 0004, dos 4000 que serão comercializados no mundo todo. No Brasil, 21 pares da chuteira especial estarão disponíveis na segunda quinzena de janeiro do ano que vem no site Nike.com.